Fone: (44) 99859-7080

Água Verde Nunca Mais!

Cinque Terre

Muito se fala sobre o problema da água da piscina esverdeada, entretanto, pouca gente sabe realmente por que a piscina fica verde depois de uma chuva ou de um longo período sem tratamento.

 

1 - Afinal, o que causa a cor verde na água?

 

Essa tonalidade verde aparece na piscina devido ao crescimento desenfreado de uma espécie de microorganismos chamados algas. O crescimento de algas na piscina faz com que ela fique verde pois estes organismos microscópicos possuem clorofila, pigmento verde característico de seres vivos que realizam fotossíntese.

 

As algas em si não são prejudiciais ao ser humano. Entretanto, elas servem de alimento para determinados tipos de bactérias que, por sua vez, transmitem uma série de doenças para o ser humano.

 

Então se uma piscina está completamente verde, é grande a possibilidade de se encontrar nela certos tipos de bactérias nocivas à saúde humana.

 

 

2 - O que são Algas de Piscinas?

 

Algas são seres microscópicos que possuem em seu interior um elemento de tonalidade verde. Elas crescem e se desenvolvem em piscinas sem cloro ou com os parâmetros químicos desequilibrados. Se o pH da piscina estiver longe da marca de 7,2, o crescimento de algas é extremamente potencializado. O mesmo vale para piscinas com a alcalinidade distante de 100 PPM.

 

Neste cenário,as algas tendem a se desenvolver rapidamente e em questão de horas a piscina pode ficar completamente esverdeada.

 

 

3 - Como evitar a formação de algas em sua piscina?

 

Como dito anteriormente, as algas tem facilidade de desenvolvimento em piscinas com baixo nível de cloro e com pH e alcalinidade desajustados. Sendo assim, basta manter o pH sempre entre 7,4 e 7,6, a alcalinidade sempre entre 100 e 120ppm, e o cloro entre 1 e 3ppm. Nestas condições, dificilmente você verá sua piscina verde novamente!

 

É claro que, caso aconteça uma chuva torrencial ou a piscina seja utilizada muito intensamente durante um determinado período, a possibilidade dela ficar verde ainda existe, mas, como dissemos, nestas situações o que acontece é a redução do nível de cloro.

 

Adicionalmente, você pode utilizar um produto chamado Algicida Manutenção – conhecido por atuar como um escudo contra o aparecimento de algas na piscina. Entretanto, assim como todos os outros produtos para piscinas, ele só funcionará caso os parâmetros estejam regulados corretamente.

 

 

4 - Como eliminar as algas da piscina?

 

Faça o teste da água de sua piscina e regule a alcalinidade e o pH da piscina, realize um tratamento de choque na piscina adicionando 14 gramas de cloro para cada 1000 litros de água em sua piscina.

 

Depois de adicionar esta quantidade de cloro, é interessante aguardar a ação do cloro por algum tempo e não utilizar a piscina.

 

O próximo passo para eliminar as algas da piscina vai depender da resposta da piscina frente à adição do cloro. Se o cloro foi suficiente para matar as algas, agora basta colocar o decantador, aguardar o período de 12 horas e aspirar o fundo da piscina drenando. Caso o cloro colocado não tenha sido suficiente para eliminar as algas, repetiremos a dose de cloro e aguardaremos mais um dia para então seguirmos para este passo.

 

Acontece, algumas poucas vezes, da infestação de algas ser resistente à ação do cloro. Para estes casos, utilizaremos um produto chamado Algicida Choque. O Algicida Choque é utilizado para os casos em que a infestação de algas se mostrar resistente ao cloro.

 

Mas atenção: só utilize o Algicida Choque caso o nível de cloro em sua piscina esteja menor que 1ppm, caso contrário poderá gerar manchas nas superfícies de sua piscina.

 

 

5 - Algumas dicas para finalizar:

 

1. Torne-se um adepto de clorador flutuante, este acessório auxilia a manutenção higiênica da piscina. Se sua piscina precisa de ajustes diários ou de hora em hora, este é o ônus para evitar definitivamente que a piscina fique verde.

 

 

2. Mantenha o equilíbrio químico da água de sua piscina. Se analisarmos com uma profundidade maior, fica claro que a chave para que a piscina nunca fique esverdeada é manter o balanceamento químico, controlando o nível de cloro, controlar o pH e a alcalinidade.

 

3. Não deixe para realizar a análise química de sua piscina somente nos finais de semana, afinal, esse é o período que você gostaria de utilizar sua piscina, e realizar tratamentos químicos e logo em seguida fazer uso da água não é uma boa ideia, afinal alguns produtos demoram um tempinho a mais para concluir sua função na água e pode ser prejudicial à saúde.

 

Sua satisfação é um orgulho para nós

Entre em Contato

Redes Sociais


© TODOS OS DIREITOS RESERVADOS À Pattaro Piscinas e Engenharia